Ascendente: O que é?

Published Novembro 22, 2012 by sofiafurtado

Um dos conceitos mais misteriosos em astrologia é o do Ascendente. Todos nós  já ouvimos falar do Ascendente, mas poucas pessoas sabem o que é. Há muitas dúvidas: é complementar ao Sol? É mais forte do que o signo solar? É mais fraco do que o signo solar?
O Ascendente e o Nascimento
Quando  nascemos, há um signo no horizonte leste. Esse signo é o Ascendente. De acordo com esse signo (e com os planetas que nele estejam ) dão-se as condições do nascimento dessa pessoa. É um signo dinâmico que está no horizonte leste? Então aposta numa criança que vem ao mundo cheia de energia e demonstrará sempre essa energia ao começar algo. É um signo calmo? Então o ambiente que receberá essa criança será sereno e ela tenderá a iniciar as coisas de um modo calmo.
O Ascendente imprime uma marca no nosso estilo de começar as coisas – fazer amizades, iniciar cursos, etc. O nascimento foi traumático,  quase morreste? Então é possível que a cada começo tu reajas com bastante intensidade, sempre de um modo bastante emocional. O parto foi demorado? Isso irá fazer com que tu  procures sempre começar as coisas com certa cautela, para não cometer erros.
O Ascendente mostra as circunstâncias do nosso nascimento, as quais irão influenciar o nosso comportamento externo durante toda a nossa vida. Assim, por exemplo, se quando  nasceste era um momento positivo para a tua família e durante o teu nascimento havia confiança, irás sempre manifestar essa confiança e otimismo ao iniciar coisas novas.
O Ascendente como uma máscara
O Ascendente é como uma máscara, não num sentido negativo. O Ascendente é aquilo que tu PARECES SER. É a impressão pessoal que tu queres transmitir e que transmites. Por exemplo, se o teu Ascendente é Virgem,  queres transmitir a impressão de ser uma pessoa cuidadosa, prática, meticulosa. As pessoas podem achar que tu és trabalhador e inteligente. Mas também te  podem  achar muito crítico. A imagem que transmitimos está muito de acordo com o uso que fazemos dela. Assim, um Ascendente em Leão, por exemplo, pode parecer caloroso ou pode parecer arrogante, depende de como a pessoa está usando aquele signo. Um Ascendente em Balança pode parecer sociável ou muito hesitante.
O Ascendente como uma procura
Estamos sempre procurando as características do signo Ascendente. É por isso que ele marca tanto a nossa personalidade. Quando procuramos algo,  tornamos-nos um pouco aquilo que procuramos. Assim, se procuramos segurança e estabilidade, também tentamos ser seguros e estáveis. É por isso que o Ascendente dá cor à nossa personalidade.
Psicologicamente, o Ascendente parece estar associado a um padrão valorizado pelos pais na época do nascimento do filho. Assim, se os pais viviam um momento de mudanças, isso tende a se refletir no nascimento do filho e naquilo que ele irá procurar fazer durante a sua vida: inovar, mudar.
O Ascendente versus o Sol
Há muita confusão a respeito do Sol e Ascendente. A maioria das pessoas, ao aprenderem sobre o Ascendente, começam a questionar se aquilo que elas sabiam a respeito delas através da descrição do Sol é refutado pela !nova coisa! que elas descobriram, o Ascendente. A pergunta natural é: Afinal, sou o Sol ou sou o Ascendente?
Tu és o Sol, mas a roupa que tu usas é o Ascendente. Suponhamos que tu és do signo de Virgem. Assim, por natureza, tu és uma pessoa prática e analítica. Mas o teu Ascendente é Sagitário. A  tua imagem pessoal é de uma pessoa expansiva e extrovertida, mesmo que tu possas ser muito autocrítico. Tendo Ascendente em Sagitário, tu também te relacionas com as pessoas em termos de ideias e tudo o que possa abrir a mente. Porém, tendo nascido com o Sol em Virgem, a tua habilidade natural é a análise e a especialização, entretanto, com o Ascendente em Sagitário, mesmo assim tu tentas ampliar conceitos e buscar uma visão geral.
Quando há muita diferença entre o Sol e o Ascendente, em geral tu passas uma imagem ligeiramente diferente do que és. Assim, o Ascendente em Sagitário pareces ser muito liberto  e autoconfiante, essa é a tua maneira de te relacionares com o mundo. Entretanto, tendo o Sol em Virgem internamente tu não és tão autoconfiante, visto que tendes a analisar tudo, inclusive a ti mesmo.
Quando o Sol tem mais harmonia com o signo do Ascendente, não há tanta tensão entre imagem (Ascendente) e o que você na verdade é (Sol). Se tu és um pisciano com Ascendente em Caranguejo, tu pareces emocional, e de fato és emocional, porque os dois signos pertencem ao elemento Água, que rege as emoções.
Algumas vezes não há um choque entre o signo do Sol e o do Ascendente, e nem há harmonia. Isso produz combinações curiosas. Se tu és de Peixes e o seu Ascendente é Carneiro,  tendes a lançar-te nas coisas com muita coragem. Mas no teu eu interior és sensível. Se alguém não te conhecer, irá pensar que tu és um carneiro extrovertido e impulsivo (aliás, quase sempre as pessoas adivinham o nosso signo solar e não o signo Ascendente). Parte de ti é assim, mas no fundo, apesar de muito extrovertido, tu tens um lado sonhador, sensível, romântico que é o teu Sol. Só que a maneira como tu te conduzes no mundo – Ascendente – é mais combativa e direta.
É verdade que depois dos 30 anos serei mais o meu Ascendente do que meu Sol?
Por volta dos 28/29 anos ocorre um importante acontecimento astrológico: o retorno de Saturno. O retorno de Saturno é a volta que Saturno faz a um ponto de onde tenha saído. Essa volta leva 29 anos para ser completa.
Saturno é o planeta da estruturação e do amadurecimento. Antes dos 28/29 anos nenhum indivíduo é realmente adulto. Ele ainda é muito dependente da opinião da família ou ainda conta muito com a família, mesmo que não perceba isso. E também é muito filho ou filha, ainda que tenha uma vida financeira resolvida, por exemplo, e não dependa dos pais para nada. Ao voltar o ponto que ocupava no nascimento, Saturno faz com que percebamos nossas limitações e potencialidades. Também é um momento de inventário. Até essa idade, tu ainda estás  TENTANDO fazer algo, mas a partir dela, tu TENS de fazer algo. Mesmo que não percebas, nessa idade são comuns as perguntas a respeito do que tu fizeste  ou não , se tu atingistes os  teus objetivos ou não, e o que tu queres daqui para frente. Tu já não és mais um jovem de 18 anos que ainda é uma promessa. Dez, onze, anos depois não se pode ser mais uma eterna promessa.
O que isso tem a ver com o Ascendente? Tudo. Com a conscientização, tu passas a utilizar melhor as tuas habilidades e a tentar conseguir o que queres. E muito do que tu queres está relacionado com o Ascendente. Por exemplo, se o teu Ascendente é Capricórnio não tenhas dúvidas de que o sucesso profissional é importante para ti. Se o teu Ascendente é Gêmeos, a tua necessidade de interação e de  comunicar bem é premente. Se o seu Ascendente é Caranguejo, tu provavelmente vais querer constituir família, ter segurança e estabilidade emocional.
Porém,  não deixas de ser o teu Sol, e sim, amadureces o teu Ascendente, tens a hipótese  de utilizar as tuas melhores habilidades se desejar. Por exemplo, se o teu Ascendente é Virgem,  passas a utilizar ainda mais o lado criterioso e capaz de analisar.
É um erro dizer que depois dos trinta anos deixamos de ser o Sol. O Sol é o teu eu, é aquilo que de melhor tu fazes, são os teus talentos naturais. O talento natural de quem tem o Sol em Balança, por exemplo, é a capacidade de moderar, harmonizar e tentar buscar o equilíbrio. Só que tu, tentarás fazer isso através do teu Ascendente. Suponhamos que esse Ascendente seja Caranguejo: a área em que  buscarás harmonização e equilíbrio será a íntima e familiar, porque essa esfera é algo importante para ti.
O que acontece depois dos trinta anos é que temos mais facilidade em nos conduzirmos no mundo. Antes dessa idade, ainda podemos ser muito vulneráveis a pressões do grupo, da família, àquilo que querem para nós. Depois dessa idade, temos consciência de que temos que procurar o que nós queremos para nós, porque no final a responsabilidade recairá sobre nós mesmos, quer sigamos uma opinião nossa ou dos outros.
Fatores que influenciam o Ascendente
Planetas em contato com o Ascendente acrescentam nuances e trazem modificações. Normalmente, uma pessoa com Ascendente em Virgem é mais tímida. Entretanto, se ela tiver Júpiter em oposição ao Ascendente, o lado expansivo de Júpiter irá aparecer com muita força. Ela não parecerá tímida, mas também não deixará de conservar características inerentes ao Ascendente em Virgem: ser observadora e voltar-se para analisar o mundo ao redor.
Outro exemplo, o Ascendente em Gêmeos produz pessoas comunicativas e versáteis. Mas o que acontece se o planeta Saturno estiver em Gêmeos? Ela parecerá mais séria, tentará se comunicar com mais cuidado, mas ainda assim terá a necessidade de se comunicar típico do Ascendente em Gêmeos. A diferença é que ela será mais estudiosa e tentará emitir pareceres mais cautelosos.
Mais um exemplo. Sempre ouvimos falar que um Ascendente em Balança tende a ter uma postura diplomática. Sim, é verdade. Mas se Marte estiver em aspeto (ângulos de 60, 90 120, 150 ou 180 graus) com o Ascendente, ela terá um lado impulsivo e mesmo sendo em geral diplomática não deixará nada por dizer .
E sobre o Ascendente em Capricórnio? Ouvimos falar que é conservador e retraído, tendendo a seriedade. E se Úrano estiver no Ascendente? Essa pessoa pode continuar tendendo a seriedade, mas ela terá um impacto sobre as outras pessoas e trará muitas ideias inovadoras. Ela continuará tentando fixar-se na realidade, o que é típico do seu Ascendente, mas atendo-se a realidade ainda assim ela trará novas ideias. Poderá parecer louca/inconvencional, mas o seu Ascendente em Capricórnio indica que ela sabe muito bem o que está fazendo.
Enfim, os planetas em contato com o Ascendente produzem muitas e muitas nuances, mas não modificam o significado básico do signo, mas dão uma nova roupa a esse significado. Júpiter, por exemplo, traz expansão e extroversão. Se colocado no Ascendente em Escorpião, a pessoa valoriza muito a sua privacidade, mas ela também tem um lado expansivo. Na verdade, pode parecer que está sendo extrovertida (Júpiter), mas no fundo continua a preservar seu espaço íntimo (Escorpião).A sua saída para fora é uma tentativa de crescimento e progresso, mas ela continua tendo a típica reserva de um Ascendente em Escorpião, mesmo que não pareça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: