Published Novembro 21, 2010 by sofiafurtado

Mais uma espera – um silêncio se fazia.

Para os olhos de quem não vê nada além
do que uma gratificante companhia
o proibido … desejado
o imposto …sacrificado.
Derramar, sem medo, um líquido filtrado …
faz chover.

– Último talhe a ceder

Como é bom ter seu corpo
ocultar uma voz. Guardar em vida
seu último sopro.

(Cibele Camargo – Do Livro “A Vida Além Da Sua”)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: